Passar para o Conteúdo Principal Top

Associação de voluntariado internacional

Âmbito

Orçamento Participativo Jovem

Freguesia

Oleiros - Amieira

Proponente

Rita Ferreira Mendes

Data Submissão:

31-05-2021

O voluntariado contribui para uma sociedade mais coesa ao apoiar o desenvolvimento humano e sustentável, diminuindo, assim, a divergência social. As mais variadas associações de voluntariado têm contribuído significativamente para o desenvolvimento de países como Cabo Verde, através, por exemplo, da construção de infra-estruturas na educação, desporto e saúde. Felizmente, a quantidade de pessoas dispostas a ajudar e com interesse em serem voluntários em países menos desenvolvidos tem vindo a aumentar. No entanto, a maioria das associações que desenvolvem ações de voluntariado nestes países não têm capacidade financeira para envergar os custos tanto de deslocação dos voluntários para as missões como de alojamento, seguro e saúde (nomeadamente vacinas obrigatórias para certos países). Estes custos, ao serem da responsabilidade do voluntário, representam um constrangimento para pessoas que, apesar de interessadas em ajudar, não têm possibilidade financeira para participar nas missões. A minha proposta enquadra-se na área temática de solidariedade e coesão social e surge a partir do protocolo já existente entre os municípios de Oleiros e do Tarrafal de São Nicolau, em Cabo-Verde. A ideia seria utilizar a verba do Orçamento Participativo Jovem para criar uma associação de voluntariado internacional, sediada em Oleiros, que realizaria missões de voluntariado em Cabo-Verde ou em qualquer outro país PALOP com o qual o Município de Oleiros tenha estabelecido ou venha a estabelecer protocolos. Esta associação seria responsável por angariar bens, recrutar voluntários e realizar ações de formação antes da partida para as missões. Para além disso, a associação trataria de toda a parte logística destas missões, desde os voos, alojamento, seguros e requisitos de saúde. Os voos de ida e volta entre Lisboa e Cidade da Praia, dependendo da época e da antecedência de compra, ficam por volta de 200€ a 350€. Relativamente ao alojamento, seria interessante ser fornecido um espaço pelo município do Tarrafal onde os voluntários pudessem ficar durante a sua estadia, evitando assim custos à associação. Quanto aos seguros dos voluntários, poderia ser estabelecida uma parceria com uma seguradora local, de modo a diminuir os custos e a apoiar negócios do município. Por último, no que diz respeito à saúde, seria indicado angariar medicamentos e material de primeiros-socorros para os voluntários levarem para as missões e, também, a toma de vacinas obrigatórias nos países para os quais se deslocariam. Relativamente à missão em si, a duração poderia variar consoante o objetivo da mesma. As ações podem estabelecer programas nas áreas de ensino, de construção comunitária, de preservação do ambiente, entre outras. Para além das ações, a associação forneceria os bens angariados à comunidade onde seria realizada a missão, como roupas, livros, entre outros. Na área de ensino, seria interessante os voluntários transmitirem os seus conhecimentos de desporto, educação, línguas, arte e informática a crianças e jovens, reduzindo assim o insucesso escolar. Esta partilha seria realizada através da dinamização de, por exemplo, um ATL (Atividades de Tempos Livres), com recurso a metodologias de educação não formal. Desta forma, os voluntários estariam a incentivar crianças e jovens a aprender, a promover o seu potencial nestas áreas e a desenvolverem um papel ativo na sua comunidade. Para além desta partilha de conhecimentos, os voluntários ao interagirem com as crianças, acabam por partilhar rotinas básicas, brincadeiras, experiências e, consequentemente, a sua cultura, promovendo assim uma comunidade global cada vez menos divergente. Na área de construção comunitária, este projeto iria contribuir para melhorar as infraestruturas já existentes através de trabalhos de construção, renovação e restauro, onde fosse necessário no momento, por exemplo nas infraestruturas das escolas. Neste caso específico, os voluntários iriam melhorar as condições de aprendizagem e conforto aos alunos, o que levaria também a um aumento do potencial da educação na comunidade local. Na área de preservação do ambiente, seria interessante os voluntários realizarem ações de sensibilização para toda a comunidade, em que explicariam conceitos base de desenvolvimento sustentável, de proteção do meio ambiente, entre outros. Para além destes exemplos, muitas mais são as áreas de possível atuação. Estas áreas seriam posteriormente determinadas consoante as necessidades da comunidade onde seria realizada a missão. Estou disponível para esclarecer qualquer dúvida relativa à proposta. Rita Mendes
Voto por SMS
Caso não esteja registado:
Envie um SMS para 4902 com o texto OPOLR p15 [NºBI] [Data Nascimento] Aceito
Exemplo: OPOLR p15 123456789 19801203 Aceito
A data de nascimento deverá estar no formato AAAAMMDD (ano, mês, dia)